The Big bang Theory a Série

Olá pessoal, tudo bem?
Hoje a postagem é sobre um assunto que particularmente eu adoro, séries de tv. Eu não sou uma pessoa que se possa dizer: “você é viciada” , mas, eu gosto bastante.
Enfim, eu acompanho algumas pela tv a cabo ou pela net mesmo.
Vou fazer postagem sobre cada uma e espero que vocês gostem e possam acompanhar também, é muito bom pra distrair ^^

The Big Bang Theory foi criada por Chuck Lorre e Bill Prady. É transmitida no Brasil pela Warner Brasil em tv a cabo, mas passa todas madrugadas no SBT. É uma das comédias mais bem sucedidas da tv americana. Sua estréia foi em 2007.
A história gira em torno da vida de quatro amigos nerds e sua bela vizinha , na cidade de Pasadena, Califórnia. No apartamento principal, onde a maioria das cenas da série ocorre moram Sheldon Cooper (Jim Parsons) e Leonard Hofstadter (Johnny Galecki), ambos físicos conceituados e com inteligência avançada que trabalham juntos na Universidade de Caltech. No mesmo corredor mora Penny (kaley Cuoco), uma jovem e bonita garçonete com o sonho de ser atriz, que desperta o interesse de Leonard desde o início. Completam o elenco principal os amigos de Sheldon e Leonard, que também trabalham na Universidade: Howard Wolowitz, um engenheiro judeu e Rajesh Koothrappali, um tímido físico indiano. Além de serem inteligentes e bem sucedidos, existe um outro ponto em comum entre os quatro amigos: Eles são nerds. Em todo o sentido do termo, todos são aficionados por histórias em quadrinhos, jogos de computador, Jornada nas Estrelas e todo tipo de coisa cultuada pelos nerds americanos.

A história começa das situações cômicas e por vezes trágicas que os personagens vivem. Além do relacionamento platônico entre Leonard e Penny ( que ao longo da série deixa de ser platônico). Porém, o grande astro da série é o Sheldon Cooper, ele rouba a cena da série em quase todos os episódios. O personagem único conquistou o público e segura toda a série, sendo seus companheiros de cena apenas complementos para a história. Sheldon é um sociopata neurótico que possui um Qi muito além da média. Considerado (e considerando-se) um gênio, ele possui todas as excentricidades características de um super dotado. Na minha opinião pessoal, o personagem Leonard é o mais fraco de toda a série (embora tivesse motivos para ser o personagem central, devido ao destaque de seu relacionamento com Penny). Howard e Rajesh conseguem arrancar boas gargalhadas do público, tendo uma performance melhor. São inegavelmente hilárias as cenas entre Howard com sua mãe, com quem mora e o trata como criança, bem como as cenas em que Rajesh não consegue falar perto de mulheres bonitas devido a sua extrema timidez.
A série tem muitas referências à cultura da ficção científica e aos quadrinhos, o que a faz antes de tudo uma série de comédia cultural. O grande diferencial da série, além de suas referências ao mundo nerd é sem dúvida a capacidade de fazer um humor natural, explorando um tema batido de um nerd apaixonado por uma linda loira e ainda assim atrair milhões de fãs. A série ganhou até hoje diversos prêmios e indicações, dentre eles o Emmy de melhor ator de comédia para Jim Parsons.

Até a próxima… Bjks

Carnaval no Brasil e sua Origem


Você conhece a origem do Carnaval Brasileiro? Não?! Então continue a leitura deste post para saber de onde surgiu esse que é um das datas comemorativas mais tradicionais do nosso País.

A festa mais popular do Brasil, é o Carnaval. Não é de comemoração exclusiva brasileira, mas que teve inicio  tanto na Mesopotâmia quanto na Grécia e em Roma.

A palavra carnaval é originária do latim, carnis levale, cujo significado é retirar a carne. O significado está relacionado com o jejum que deveria ser realizado durante a quaresma. 

Na antiga Babilônia, duas festas possivelmente originaram o que conhecemos como carnaval. As Saceias eram uma festa em que um prisioneiro assumia durante alguns dias a figura do rei, vestindo-se como ele, alimentando-se da mesma forma e dormindo com suas esposas. Ao final, o prisioneiro era chicoteado e depois enforcado ou empalado.

O outro rito era realizado pelo rei nos dias que antecediam o equinócio da primavera, período de comemoração do ano novo na região. O ritual ocorria no templo de Marduk, um dos primeiros deuses mesopotâmicos, onde o rei perdia seus emblemas de poder e era surrado na frente da estátua de Marduk. Essa humilhação servia para demonstrar a submissão do rei à divindade. Em seguida, ele novamente assumia o trono.

O que havia de comum nas duas festas e que está ligado ao carnaval era o caráter de subversão de papéis sociais: a transformação temporária do prisioneiro em rei e a humilhação do rei frente ao deus. Possivelmente a subversão de papeis sociais no carnaval, como os homens vestirem-se de mulheres e vice-versa, pode encontrar suas origens nessa tradição mesopotâmica.

O carnaval no Brasil iniciou-se no período colonial, no Século xvll. Uma das primeiras manifestações carnavalescas foi o entrudo, uma festa de origem portuguesa que na colônia era praticada pelos escravos. Depois surgiram os cordões e ranchos, as festas de salão, os corsos e as escolas de samba. Afoxés, frevos e maracatus também passaram a fazer parte da tradição cultural carnavalesca brasileira. Marchinhas, sambas e outros gêneros musicais também foram incorporados à maior manifestação cultural do Brasil.

A partir desse período, os primeiros blocos carnavalescos, cordões e os famosos cortejos de automóveis (corsos) foram criados.

As pessoas decoravam seus carros, fantasiavam-se e, em grupos, desfilavam pelas ruas das cidades, dando origem assim aos carros alegóricos. O carnaval tornou-se mais popular no decorrer do século XX e teve um crescimento considerável que ocorreu devido às marchinhas carnavalescas (músicas que faziam o carnaval ficar mais animado).

A primeira escola de samba foi criada no dia 12 de agosto de 1928, no Rio de Janeiro, e chamava-se “Deixa Falar”, anos depois seu nome foi modificado para Estácio de Sá. Com isso, nas cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo foram surgindo novas escolas de samba. Organizaram-se em Ligas de Escolas de Samba e iniciaram os primeiros campeonatos para escolher qual escola era a mais bonita e a mais animada. A região nordeste permaneceu com as tradições originais do carnaval de rua, como Recife e Olinda. Já na Bahia o carnaval fugiu da tradição, conta com trios elétricos, embalados por músicas dançantes, em especial o axé.

Esses são os Estados em que mais se comemora o Carnaval:

Rio de Janeiro

Pernambuco

Bahia

São Paulo

MINHA OPINIÃO SOBRE O CARNAVAL

 Não gosto do carnaval, pra mim é o pior festejo comemorado em nosso País. Com toda modernidade de hoje em dia as pessoas se esqueceram da verdadeira essência dessa festa, e passaram a banalizar e vandalizar a mesma. Pois, é o período do ano em que as pessoas mais pegam DST (doenças sexualmente transmissíveis), são assaltadas e vítimas de estrupo, perdem a vida em acidentes de trânsito devido ao excesso de álcool, além de após 9 meses depois do carnaval várias mulheres ou até mesmo meninas ganham seus bebês que as vezes nem ao menos sabem que pode ser o pai da pobre criança. Tem aqueles que ainda se preparam para sair as ruas ou para festas particulares para assaltar e aterrorizar famílias ou apenas amigos que vão para comemorar e se divertir. Mero detalhe que o Brasil é conhecido nos diversos países do mundo como o pais da prostituição e mulheres fáceis,. Sim! Antigamente carnaval era para se fantasiar e se divertir, hoje em dia quanto menos roupa você usar nos desfile,mais destaque você ganha nas mídias e redes sociais.
A mulher brasileira é conhecida apenas por ter bunda grande e ser fácil. Já que qualquer um que chega e mostre ter dinheiro, consegue a mulher que quer. Temos vários exemplos na mídia social e na televisão. Por esses motivos eu não gosto do carnaval. Não da data comemorativa em si, mas do que ele se transformou devido a nossa falta de cultura e da banalização que a população e sociedade fez com a mesma.
%d blogueiros gostam disto: